Sofia Ribeiro em debate sobre o futuro dos oceanos

A Eurodeputada Sofia Ribeiro participou como moderadora de um debate que pretendeu discutir o futuro dos oceanos, incidindo especificamente nas regiões ultraperiféricas, esta quarta-feira, 10 de janeiro. O debate realizado pelo Intergrupo SEARICA (Mares, Rios, Ilhas e Áreas Costeiras) do Parlamento Europeu, do qual Sofia Ribeiro é Vice-presidente para as Regiões Ultraperiféricas, resulta como forma de discutir as conclusões e os compromissos assumidos na Our Ocean Conference, em Outubro de 2017, em Malta. Para a Eurodeputada, "o desafio que se coloca é o de dar corpo a esses compromissos, garantindo que se traduzem em resultados efetivos para uma melhor governação dos oceanos".

Durante a sua intervenção Sofia Ribeiro realçou os compromissos efetuados para o arquipélago dos Açores com o exemplo da “rede de pesquisa e inovação marinha e marítima através da criação do Observatório Atlântico nos Açores, que aumentará, até 2020, o financiamento de pesquisas científicas de profundidade, inclusivamente na mineração do fundo do mar”, bem como o compromisso de ajudar a “criar e a implementar uma rede de áreas marinhas protegidas e de gestão eficaz no arquipélago, através do projeto Blue Azores”.

A Eurodeputada Social-democrata referiu também durante o painel que para outras regiões ultraperiféricas, como a Martinica, a Reunião e Maiote, está prevista “a continuação do trabalho nas ‘Energias Navais’ para  desenvolver soluções sustentáveis de energia oceânica que possam garantir a segurança energética destas Ilhas, investindo na conversão de energia térmica oceânica para produzir energia marítima renovável”.

Alguém uma vez disse que ‘conhecemos melhor o espaço do que conhecemos os oceanos’ e é por isso mesmo que os estamos a pôr em risco, ignorando o tremendo potencial que nos podem oferecer”, frisou a Deputada ao Parlamento Europeu. “Ao longo de décadas os nossos ambientes marítimos sofreram uma forte deterioração. Devemos, por isso, mudar de maré com soluções sustentáveis e inovadoras”, finalizou Sofia Ribeiro.