José Manuel Fernandes: é urgente promover excelência de serviços no turismo

Eurodeputado José Manuel Fernandes salienta em Vila Nova de Famalicão iniciativas empresariais para a qualificação de serviços no turismo e na gastronomia

---

O Eurodeputado José Manuel Fernandes alertou hoje, em Vila Nova de Famalicão, para a necessidade de Portugal reforçar a aposta na valorização da oferta de serviços no setor do turismo, com particular incidência ao nível da gastronomia, por forma a garantir a sustentabilidade de uma atividade que assume atualmente um peso de grande importância na economia nacional.

“Tendo em conta o papel fundamental do turismo para a alavancagem do crescimento económico do país e também da União Europeia, impõe-se urgentemente uma estratégia para o turismo capaz de rentabilizar a atual conjuntura favorável para valorizar e diferenciar pela excelência as nossas mais valias e potencialidades únicas, como é o caso da gastronomia”, frisou José Manuel Fernandes

Lembrando o contributo cada vez mais forte do turismo para o PIB nacional, o Eurodeputado do PSD enalteceu a capacidade demonstrada pelos empresários portugueses para assumirem a dinamização e a potenciação do setor do turismo, “num feito mais relevante por, em grande medida, esse sucesso se ter concretizado contra entraves e barreiras do Estado e administração pública”.

Como exemplo do processo que se desenrolou por força da capacidade e do empreendedorismo de iniciativa privada, José Manuel Fernandes apontou o caso do empreendimento privado Aesacademy – Sociedade Gastronómica e Turística, desenvolvido por António Rodrigues em Ruivães, no concelho de Vila Nova de Famalicão.

“É um projeto assente estritamente em capitais privados, sobretudo direcionado para a formação e qualificação de mão-de-obra, o que representa um serviço de interesse público pelo que contribui para melhorar a qualidade da oferta do turismo, que pode ser bem aproveitado pela entidades públicas na sua missão de ajudarem a desenvolver este setor”, sustentou.

Com atividade formativa especialmente vocacionada ao nível da cozinha e da gastronomia, a Aesacademy tem acolhido também profissionais estrangeiros para especialização e graduação formativa, promovendo a internacionalização da cozinha portuguesa, e sobretudo da tradicional minhota.

Repudiando que haja ainda “mentalidades políticas com medo da iniciativa privada e de palavras como empreendedorismo e competitividade” – que são “essenciais para que haja melhores empregos e melhores salários e até bons serviços públicos” –, o Eurodeputado deixa o repto para que “o Estado, o poder público, deixem de ser empecilho e entrave à iniciativa privada e ao empreendedorismo dos empresários portugueses”.

Na União Europeia, o setor do turismo e atividades correlacionadas representam atualmente 10,3 % do PIB e 11,7 % dos empregos.

José Manuel Fernandes – que visitou outros empreendimentos no concelho – defende a necessidade de insistir na criação do Programa Especifico para o Turismo Sustentável, “uma proposta do PSD, com uma linha de financiamento já aprovada pelo Parlamento Europeu para o próximo Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027, no valor de 338 milhões de euros”.